Carregando

Buscar

Futebol

Sneijder revela capítulos de sua passagem pelo Real Madrid: “Vodka virou minha melhor amiga”

Compartilhe

Antes de figurar como craque da Inter de Milão, que conquistou tudo no final da década passada, Wesley Sneijder teve uma passagem com altos e baixos pelo Real Madrid. Foram duas temporadas entre boas partidas e algumas lesões que o atrapalharam. Sobre sua fase no clube espanhol, o holandês contou detalhes à revista “Voetbal International”, nela, ele afirmou que teve problemas com álcool.

“Eu estava sozinho em Madrid, vinha pouco à Holanda. E por que não ficar sozinho quando você tem amigos para passar o tempo livre? O que eu não notei é que em Madrid, a garrafa de vodka era minha melhor amiga. Fisicamente eu nem percebi, continuei jogando. Mas bem menos concentrado. Minha atitude não era digna do Real Madrid. Menti para mim mesmo e apaguei minha inteligência no futebol. Afundei fisicamente. Corri menos, escondi minha técnica, achei que ninguém notaria”, revelou.

Foto: Getty Images
João Felix

Sneijder falou sobre o momento de fama e de seus exageros quando começou a despontar na carreira: Eu era jovem e apreciei o sucesso. Mas algo deve ter dado errado lá. Não havia drogas, mas sim álcool e rock n’ roll. Me acostumei a viver como uma estrela. Você é adorado como jogador do Real. Se costumava descer a rua, gastar milhares de euros e pagar às pessoas. Não posso dizer que me privou de nada. Joguei muito bem, mas eles disseram que eu ainda poderia ter feito melhor”, finalizou.

Hoje Sneijder está aposentado, mas recentemente teve seu nome vinculado ao Vasco, em uma possível campanha de Leven Siano para a presidência.

Tags

Em destaque