Carregando

Buscar

Futebol Stick

Vídeos da confusão entre Dudu e ex-esposa são divulgados; Imagens mostram empurrões e discussão

Compartilhe

O caso envolvendo Dudu e sua ex-esposa teve mais um capítulo na tarde desta terça-feira. O “Uol” e o programa “Brasil Urgente”, da “Band”, conseguiram vídeos junto à Polícia Civil que mostram a confusão entre o atacante e Mallu Ohanna, ocorrida no prédio da moça.

Nas imagens, é possível observar algumas trocas de empurrões entre os dois e discussão dentro de um veículo preto. Em entrevista ao site “Uol”, Mallu explicou o que levou ao desentendimento e detalhou as partes do vídeo.

“Esses são os vídeos do lado de fora. Eu tento pegar o celular. Nos empurramos. Quando entro no carro, ele puxa meu cabelo, me agride. E o assessor dele, o Thiago, me puxa forte pelo ombro para que eu não entrasse. Me machuca. Tá doendo até agora. Quero saber por que ele não entregou os vídeos de dentro da garagem. Mas eu vou entregar aqui. Me agride ainda mais”, disse a ex-esposa do atacante.

Mallu completou: “Essa é a segunda parte da confusão. Ele chegou em seu carro branco, entrou na garagem, começou a confusão. Me agrediu. Então chamou seu advogado, que chegou com o assessor do Dudu. O advogado orientou que ele deixasse o carro na minha garagem e fosse embora no carro do Thiago [assessor], aquele preto das imagens”. 

João Felix

Após a briga em seu prédio, a moça procurou atendimento no Hospital Albert Einstein ainda na segunda-feira. Ela reclamou de dores de cabeça, no ombro, e foi medicada. Após ser liberada, Mallu procurou a Delegacia da Mulher e prestou queixa contra Dudu. 

Em entrevista ao Léo Dias na segunda-feira, a ex-esposa relatou o que aconteceu e confirmou a agressão.

No entanto, Dudu se apresentou à polícia nesta terça-feira e negou as acusações. Em entrevista à “Band”, o atacante do Palmeiras disse que se encaminhou à delegacia por conta própria e afirmou não ter feito nada. 

“Fiquei sabendo hoje do que ela estava me acusando, falei com meu advogado e nós viemos até a delegacia por vontade própria nossa. Eu apresentei minha versão do que aconteceu, o delegado escutou, o escrivão escutou e já vão chegar algumas imagens que provam que eu não fiz nada. Não teve agressão, vai mostrar as imagens e vai a verdade o que aconteceu”. 

O Palmeiras emitiu uma nota, por meio de sua assessoria, e disse que irá monitorar o caso. O clube afirmou não ter conhecimento de todos os elementos da denúncia e ressaltou ser contra qualquer tipo de violência e injustiça.

“O Palmeiras irá acompanhar o assunto e as conclusões das investigações pelas autoridades competentes para que, no devido momento, e se necessário, venha a se posicionar novamente sobre o ocorrido. Até agora não há conhecimento sobre todos elementos relativos à denúncia. Aproveitamos para reafirmar nosso posicionamento contrário a qualquer ato que atente contra a dignidade humana, incluindo violência e injustiça”.

Acusação antiga

Esta não é a primeira vez que o nome de Dudu é relacionado à agressão à esposa. Em 2013, quando defendia o Dínamo de Kiev, da Ucrânia, o atacante também foi acusado de agredir a companheira, além da sogra, em Goiânia. Na época, o jogador se apresentou à Delegacia da Mulher, pagou uma fiança de R$ 12 mil e foi liberado.

Em destaque