Carregando

Buscar

Futebol

Compra de jogadores pelo Atlético-MG é proveniente de empréstimo milionário

Compartilhe

O Atlético-MG tem feito um alto investimento em jogadores no último mês. Nomes como Marrony, Léo Sena, Bueno, Alan Franco e Keno tiveram suas vindas comemoradas por torcedores atleticanos. Entretanto, esse comportamento da diretoria pode trazer malefícios para o clube no futuro, já que o dinheiro para as contratações é oriundo de um empréstimo de R$ 50 milhões da família Menin (proprietária da MRV).

Em contato com o site ”Uol Esporte”, o presidente do time mineiro explicou esses investimentos: ”Não há prazo, mas nosso compromisso é ir amortizando uma parte a cada venda feita (…) Aí tem que saber se teremos propostas etc.. Paguei quase R$ 100 milhões de outras gestões sem retorno. Nesse caso é bem diferente. O pagamento que propiciará a amortização, certamente trará também muito lucro”.

Foto: Getty Images

Veja lista de reforços durante a quarentena:

Marrony: R$ 20 milhões
Keno: R$ 13 milhões
Leo Sena: R$ 4 milhões
Alan Franco: valor não divulgado
Bueno: empréstimo
Total: R$ 37 milhões (no mínimo)

Marrony foi a negociação mais complicada para o clube de Minas. O Vasco não queria se desfazer de sua jovem promessa facilmente, mas as dificuldades financeiras falaram mais alto.

Alguns torcedores se preocupam com o futuro do clube, já que não querem que o Atlético-MG repita o exemplo do seu arquirrival, o Cruzeiro. Entretanto, o presidente garante: ”Temos muitas soluções sendo construídas sob sete chaves. O tempo irá comprovar”.

Foto: Reprodução/Instagram

Em destaque