Carregando

Buscar

Futebol

Massagista da Chapecoense morre após passar mal em uma partida de futebol entre amigos

Compartilhe

A Chapecoense confirmou em suas redes sociais a morte do massagista Douglas Rodrigues Mendes, de 49 anos, conhecido como “paizinho”, que estava em sua segunda passagem pelo clube. Era presença constante nos treinos presenciais em meio à pandemia.

Douglas morreu após passar mal em uma partida de futebol entre amigos e o caso ocorreu um dia após o decreto municipal liberar as atividades do esporte amador, a tradicional “pelada”. 

Na manhã deste sábado, aliás, ele esteve junto ao grupo que se prepara para dar reinício às atividades, em julho. A Chapecoense emitiu um comunicado lamentando o falecimento e agradecendo o trabalho prestado pelo massagista.

João Felix

Veja o comunicado oficial:

Profundamente consternados e com extremo pesar, informamos o falecimento do massagista da Associação Chapecoense de Futebol, Douglas Roberto Rodrigues Mendes, carinhosamente apelidado pelos companheiros de clube como “paizinho”. ⁣

Em sua segunda passagem pela Chape, Paizinho sempre realizou com dedicação e incontestável paixão todas as suas funções, conquistando a confiança e o respeito de todos. ⁣

Por tamanha lealdade e amor à camisa alviverde, a agremiação exalta a sua mais sincera gratidão e deseja força para os familiares e amigos para que possam enfrentar o momento tão difícil e, acima de tudo, lidar com esta perda irreparável. ⁣

Tags

Em destaque