Carregando

Buscar

Futebol

Clube japonês anuncia rescisão com Jô e afirma que levará caso à Fifa

Compartilhe

Corinthians anunciou o retorno de Jô na última quarta-feira, porém a rescisão do jogador com o Nagoya Grampus, do Japão, foi publicada neste domingo. O clube japonês, no entanto, afirma que levará o caso para a Câmara de Resolução de Disputas, da Fifa, entidade máxima do futebol.

Na breve nota publicada pelo Nagoya, o time disse que o desligamento do atleta se deu por “razões justificáveis, mas sem dar mais detalhes sobre o assunto. 

“O Nagoya Grampus tem o prazer de anunciar que o contrato com João Alves de Assis Silva foi cancelado por motivos justificáveis. No momento, estamos confiando esse assunto à Câmara de Resolução de Disputas da Fifa”, disse o clube japonês em nota divulgada no site oficial.

João Felix

Jô tinha contrato até dezembro deste ano, mas não se apresentava ao clube desde o fim da última temporada. O centroavante teve um problema no joelho no início de 2020 e não participou da preparação do time para a atual temporada.

Devido à pandemia, os japoneses só entraram em campo duas vezes. Mas a situação do jogador do Corinthians não era favorável na equipe: já havia perdido espaço e não fazia parte dos planos do treinador – o que facilitou sua saída. 

Foto: Reprodução/Twitter

De acordo com informações do “Lance!”, o atleta tinha acertos financeiros para faze com o Nagoya, valores que ele interpreta como serem do seu direito. Mas o clube não deu justificativas para a rescisão de contrato, assim como os motivos que levam o caso para o conhecimento da Fifa. 

Vale ressaltar, no entanto, que a situação envolve apenas Jô e o time japonês, e não o Corinthians. O time paulista, inclusive, já integrou o jogador ao elenco, com os treinamentos à distância. O atacante, que usará a camisa 77, será submetido aos exames de Covid-19 no início desta semana. 

Tags

Em destaque