Carregando

Buscar

Futebol

Botafogo e Fluminense recorrem ao STJD contra tabela da Ferj no Carioca

Compartilhe

Era o segundo passo esperado por todos, uma vez que a decisão tomada no Arbitral da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) foi de encontro aos interesses de Botafogo e Fluminense. Depois de terem seus recursos indeferidos pelo presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro (TJD-RJ), Marcelo Jucá – o Alvinegro entrou com ação na quinta-feira, e o Tricolor fez o mesmo logo em seguida –, os dois clubes foram ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para não entrar em campo na próxima segunda-feira, dia 22, data marcada pela federação para seus primeiros jogos na retomada do Campeonato Carioca.

Feitos por e-mail, os pedidos serão protocolados e despachados para a decisão do STJD, o que deve acontecer ainda nesta sexta-feira, em virtude do caráter de urgência. Em caso de nova derrota nos tribunais, Botafogo e Fluminense não descartam recorrer à Justiça comum para não entrar em campo em junho. A Ferj marcou os dois últimos jogos de ambos pela Taça Rio para os dias 22 e 26, mas Alvinegro e Tricolor querem que as partidas sejam realizadas nos dias 1º e 4 de julho, sem punições administrativas da Federação. O Bota enfrenta Cabofriense e Portuguesa, e o Flu, Volta Redonda e Macaé.

Ferj é o alvo de Botafogo e Fluminense dede o início do debate para a volta do Carioca (Reprodução)

Mufarrej afirmou, em entrevista coletiva realizada na última quarta-feira, que o time não entrará em campo para cumprir o calendário imposto pela federação. Ao seu lado estava o prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, que defendeu a decisão de Botafogo e Fluminense num discurso apaziguador, pedindo que não haja punição aos clubes. Mandatário tricolor, Mário Bittencourt também garantiu, nesta sexta-feira, que o Fluminense não entrará em campo.

Em destaque