Carregando

Buscar

Futebol

Crivella pede à Ferj não punir os clubes que não queiram jogar o Carioca: “Entendemos que o futebol não é obrigatório”

Compartilhe

O futebol carioca já tem data para retornar. A Ferj divulgou o novo calendário nesta quarta-feira, porém Fluminense e Botafogo seguem contra o retorno da competição. Devido à situação, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, fez um pedido à Federação: não punir àqueles que não se sintam confortáveis para entrar em campo. 

Para o governante, o futebol não é obrigatório, embora esteja liberado, e, por isso, a federação deve considerar não dar punições aos clubes e atletas que se recusem a participar das disputas, visto que a curva de coronavírus segue crescente no Estado. 

Crivella ainda acrescentou que não haveria problema se os confrontos do Fluminense e Botafogo fossem transferidos para a primeira semana de julho. “Falta tão pouco. Já imaginou a gente no coronavírus ver Fluminense e Botafogo perdendo de W.O?”.

O representante da Ferj, Leonardo Ferraz, no entanto, afirmou que manterá as disputas dos clubes, porém a questão será debatida internamente levando em conta o pedido da prefeitura. 

Questionado sobre a segurança no retorno do Carioca, Crivella ressaltou que a vigilância sanitária liberou a utilização do Maracanã, não havendo risco na volta da competição. Ainda acrescentou: “Não podemos obrigar ninguém a voltar. Imagina se eu obrigo um restaurante a abrir?”

Durante a coletiva, o representante do Botafogo, Nelson Mufarrej, afirmou que não há condições do time atuar agora, pois precisam de, pelo menos, 15 dias de treino. “É impraticável jogarmos agora. A posição do Fluminense e do Botafogo, flexibilizando, é jogar dia 1 a 4. Posso afirmar que o Botafogo não vai jogar agora”. 

Outra questão abordada foi a realização das partidas em outros estádios além de Maracanã, São Januário e Nilton Santos – conforme estipulado inicialmente. No entanto, o representante da Ferj não soube explicar a presença de outros dois estádios e disse que será outra questão discutida com os responsáveis da Federação.

Tags

Em destaque