Carregando

Buscar

Futebol

Saiu, voltou e ficou: Al-Ittihad paga, e Romarinho continua no clube árabe

Compartilhe

Foi bem rápido: Romarinho havia conseguido na Fifa o sinal verde para rescisão de seu contrato com o Al-Ittihad, por causa de quatro meses de salários atrasados – mais de 1,2 milhão de euros (R$ 6,94 milhões, aproximadamente) –, e os rumores de uma possível volta ao Corinthians se espalharam. O presidente do Timão, Andrés Sanchez, tratou de esfriar os ânimos dos torcedores, e agora está tudo resolvido: o atacante continua no clube árabe, que quitou a dívida com o atacante.

Com oferta de outros clubes do exterior, Romarinho acertou sua permanência no Al-Ittihad até 30 de junho de 2022, quando termina seu contrato. A informação foi divulgada nesta segunda-feira pela assessoria de imprensa do atacante, que no fim de semana já tinha gravado um vídeo para uma rede social do clube com a notícia de que não deixaria o futebol árabe, e seu retorno ao Al-Ittihad acontecerá ao fim da pandemia da Covid-19.

Um dos destaques do Corinthians no título da Copa Libertadores em 2012, principalmente pelo gol do empate em 1 a 1 com o Boca Juniors, na Bombonera, pelo jogo de ida da grande final, Romarinho foi negociado em 2014 com o El-Jaish, do Qatar. Três anos depois, seguiu para o Al-Jazira, dos Emirados Árabes, e desde agosto de 2018 está no Al-Ittihad.

João Felix

Em destaque