Carregando

Buscar

Futebol

Napoli vive grave crise com elenco às vésperas do retorno do Italiano

Compartilhe

Na contagem regressiva para a bola voltar a rolar no Campeonato Italiano, o Napoli enfrenta mais uma grave crise interna. O time volta a campo no próximo dia 23, fora de casa, contra o Verona, ainda visando à classificação direta para a Liga Europa, mas o atraso de salários pode se tornar um problema na briga com a Roma pela vaga. Segundo o diário espanhol “Mundo Deportivo”, o clima azedou de vez entre o presidente Aurelio De Laurentiis e o elenco, que ainda não recebeu pelos meses de março, abril e maio.

Os jogadores esperavam receber ao menos um dos meses em atraso, o que teria sido prometido pelo mandatário. No entanto, em visita ao elenco no treino de quarta-feira, De Laurentiis informou que não seria possível efetuar o pagamento, e a equipe reiniciaria a competição sem dinheiro na conta. O Napoli é o sexto colocado no Italiano, colocação que o leva às eliminatórias da Liga Europa. Mas com seis pontos a menos que a Roma (39 a 45), ainda sonha com vaga direta na fase de grupos.

Aurelio Di Laurentiis vem sendo protagonista de polêmicas no Napoli (Getty Images)

A situação econômica do clube já é um problema mesmo antes da paralisação do futebol por causa da pandemia da Covid-19. Em novembro do ano passado, de acordo com o jornal britânico “Daily Mail”, De Laurentiis teria sido procurado pela família Al-Thani, do Qatar, para negociar a venda do Napoli. A oferta seria de 560 milhões de euros (cerca de R$ 3,15 bilhões, na cotação atual).

A transação não foi para frente, e o clima continuou ruim entre o presidente e o elenco e o técnico Carlo Ancelotti, hoje no Everton. A crise envolveu ameaça de punição a jogadores que se recusaram a  permanecer em concentração durante uma semana, imposta por De Laurentiis, além de uma suposta invasão de torcedores à casa do volante brasileiro Allan.

João Felix

Em destaque