Carregando

Buscar

Futebol

Everton Ribeiro concede primeira entrevista após retorno das atividades e solta o verbo sobre questões do futebol e do clube

Compartilhe

Na primeira entrevista coletiva à imprensa realizada no Flamengo depois de 90 dias – desde a paralisação devido ao coronavírus -, o capitão Everton Ribeiro falou sobre a renovação de Jesus e de outros atletas importantes para o elenco, redução de salário e volta às atividades.

O Rubro-negro foi o primeiro clube a retornar com os treinos após as férias coletivas de quase dois meses, e ainda é um dos principais responsáveis pelo desenvolvimento dos protocolos de segurança no combate ao vírus.

“Sabemos que é um momento diferente. Mesmo não sabendo quando serão os jogos, estamos nos preparando para quando tiver uma data estarmos em alto nível. O Flamengo tem se preparado e discutido sobre a volta. Primeiro, era se organizar e se preparar. Acredito que vá ser corrido quando voltar e temos que estar prontos. Conversamos. O que mais queremos é voltar a jogar, mas temos que esperar e nos preparar”, relatou o capitão.

João Felix

O camisa 7 falou sobre a renovação com Jorge Jesus, e também sobre a expectativa do elenco no novo contrato do português.

“Quando soubemos que ele já tinha renovado, entregamos uma camisa para ele com o número 2021. Ele disse: “O que é isso? Ah, agora, sim. Agora, assinei”. Cobrávamos diariamente. Queríamos que ele ficasse, todos se sentem bem com o trabalho do Mister”

Sobre as negociações de estender o contrato de outros jogadores, como Diego Alves, Rafinha e Diego, Everton Ribeiro disse que espera que possam permanecer, pois eles têm experiências para agregar à equipe.

“Cada um que chegou tem sua contribuição. O Rafinha é um líder, é muito importante, além da qualidade, né?! É um cara que nos motiva muito. Sempre procuramos saber sobre nossos companheiros, ainda mais eles que têm muita experiência e agregam a nossa equipe. Esperamos que possam ficar”.

Jorge Jesus com a camisa entregue pelo elenco após renovação - Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Com relação à redução salarial e sobre as dificuldades financeiras enfrentadas devido à crise, Everton Ribeiro disse que o elenco foi muito compreensivo e disposto às alterações para ajudar o Flamengo. 

“Sempre nos colocamos à disposição nas reuniões. Foram reuniões rápidas, até perguntamos sobre os funcionários, mas eles disseram que vem de cima e são coisas que acontecem para gerenciar o Flamengo. Estávamos à disposição até mesmo antes do corte. Quando vimos que precisava, sempre fomos muito coesos. Passávamos as decisões com a diretoria para o grupo de jogadores e todos concordaram. Procuramos fazer o mais rápido possível para ajudar o Flamengo.

Ainda acrescentou: “Todo mundo tem o direito de receber em dia. Sabemos a dificuldade que é, principalmente para clubes de menor expressão. Quanto mais os salários estiverem em dia, os profissionais vão ter a cabeça boa para trabalhar”.

Everton Ribeiro durante treinamento no Flamengo - Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

O capitão do Flamengo ainda falou sobre os impactos do “novo normal” e como o período pós-pandemia afetará o futebol. Ainda falou sobre a retomada dos jogos.

“Vamos ter que nos adaptar nesta nova maneira. Já estamos reparando que as equipes que jogam em casa não estão tendo tanta vantagem quanto tinham antes com a torcida. Estamos preparando o psicológico para saber que será um novo momento. Vamos seguir as ordens de cima. Torcemos muito para diminuir as mortes. Esperamos que o estado possa oferecer os protocolos de segurança que o Flamengo nos oferece”.

Tags

Em destaque