Carregando

Buscar

Futebol Stick

Chelsea entra forte na briga para tirar Gerson do Flamengo

Compartilhe

“O negócio está quente, e vai ser difícil segurar se chegarem com 35 milhões de euros.” Se as palavras de Marcão, pai de Gerson, mostram que o futuro do jogador pode ser longe da Gávea, a imprensa inglesa tratou de colocar lenha na fogueira nesta quarta-feira. De acordo com o tabloide britânico “Daily Express”, o Chelsea largou na frente para levá-lo de volta à Europa, uma vez que o Arsenal também quer o jogador de 23 anos. O clube estaria mesmo disposto a pagar 38 milhões de euros (cerca de R$ 210 milhões) pelos direitos econômicos do volante do Flamengo.

O valor havia sido revelado dias antes pelo repórter Eric Faria, da “TV Globo”, e o Rubro-Negro não recusaria negociar com Marina Granovskaia, diretora dos Blues, a ida de Gerson para o Stamford Bridge na próxima janela de transferências. A notícia vem no momento em que, a pedido do técnico José Mourinho, o Tottenham acenava com 18 milhões de euros (R$ 99,7 milhões, aproximadamente), valor que ia de encontro ao desejo do próprio volante de continuar no Brasil, muito em parte por causa de Jorge Jesus, treinador do Fla.

Mas o Chelsea não vem poupando esforços para reforçar seu elenco para a temporada 2020/21: tirou Hakim Ziyech do Ajax por 33 milhões de libras (cerca de R$ 202 milhões), além de contratar Timo Werner ao Leipzig por 54 milhões de libras (R$ 335,6 milhões, aproximadamente).

Gerson
Em alta no Brasil, Gerson desperta o interesse de grandes clubes europeus (Getty Images)

Com contrato até 31 de dezembro de 2023, Gerson chegou ao Rubro-Negro em julho de 2019, depois de o clube carioca pagar 11,8 milhões de euros (cerca de R$ 50 milhões à época) ao Roma, que em 2016 havia comprado seus direitos econômicos junto ao Fluminense, que revelou Gerson. O volante estava atuando por empréstimo na Fiorentina quando surgiu a oportunidade de voltar ao Brasil. A multa rescisória estipulada em contrato pelo Flamengo é de 70 milhões de euros (aproximadamente R$ 387,5 milhões, na cotação atual).

João Felix

Em destaque