Carregando

Buscar

Futebol

Emprestado, Valdívia não aceita redução salarial proposta pelo Inter

Compartilhe

O Inter havia conseguido fechar um acordo com seus jogadores para reduzir os salários em 25%, medida tomada para enfrentar os efeitos causados pela pandemia da Covid-19, que paralisou o futebol brasileiro no dia 15 de março. A negociação foi feita tanto com os atletas do elenco do técnico Eduardo Coudet quanto com aqueles que estão emprestados a outros clubes, mas não foi 100%, uma vez que Valdívia foi até metade do caminho. As informações são do site “Globoesporte.com”.

A diretoria do Colorado conseguiu fechar com o atacante a prorrogação do pagamento dos direitos de imagem, que seriam em mais seis parcelas e terminariam de ser quitados em 2021. Valdívia, no entanto, não aceitou o corte de 1/4 do salário, proposta que considerou inviável. O jogador alega que, por ter apenas mais seis meses de contrato, ficará sem vínculo com o clube no fim do ano. Fora dos planos, ele está emprestado ao Avaí até dezembro, depois de ter passado recentemente pelo Vasco.

Valdívia em treino com a camisa do Internacional (Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Inter)

A crise gerada pelo novo coronavírus fez o Inter renegociar dívidas e pagamentos com fornecedores, demitir 44 funcionários e, também, acabar com o time B.

João Felix
Tags

Em destaque