Carregando

Buscar

Futebol

Ferj e clube aprovam “Protocolo Jogo Seguro”, mas Carioca segue sem data para retorno; Fluminense e Botafogo permanecem contra a volta do Estadual

Compartilhe

Após o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, emitir um decreto liberando o retorno gradativo das competições esportivas respeitando medidas, como não haver público nos estádios, a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e os clubes se reuniram para definir as datas e horários do Carioca.

A reunião, no entanto, não saiu como planejada e o Estadual segue sem prazo para retorno. No entanto, houve a aprovação do “Protocolo Jogo Seguro”, dos estádios que receberão os jogos: Maracanã, Nilton Santos e São Januário, e das medidas de segurança.

Nos próximos dias, um novo encontro virtual deve ser marcado após o “ok” governo ao protocolo definido pela federação junto aos times.

Rubens Lopes, presidente da Ferj - Foto: Úrsula Nery - Ferj

Os principais assuntos discutidos foram: partidas sem público, testagem em massa dos envolvidos e questões de logística dos times. Ficou decidido, por exemplo, que o teste negativo para coronavírus será uma espécie de “ingresso” aos jogos. Todos serão examinados.

Além disso, cada time poderá ter uma delegação de, no máximo, 40 pessoas. Para o acesso ao vestiário, serão apenas 32 passes por equipe. Serão permitidos oito jogadores no banco de reservas e cinco membros da comissão técnica. A chegada ao estádio deve ocorrer 60 minutos antes da partida começar.

As medidas têm como objetivo evitar aglomerações e, consequentemente, a propagação do vírus. 

A videoconferência aconteceu na tarde deste sábado e a maioria dos clubes votou pela retomada da competição. Os times menores pedem a volta, pois alegam problemas financeiros. Eles afirmaram que precisam concluir o campeonato, já que tem sido complicado alongar os contratos e pagar contas nesse momento, segundo informações da jornalista Aline Nastari. 

Já o dirigente do Botafogo, com apoio do Fluminense, alegou que as ligas europeias só retornaram quando as curvas estavam abaixando e que aqui, no Brasil, estão querendo fazer o contrário. Ambos permanecem contra a volta do Estadual. Mário Bittencourt, presidente do Tricolor, não compareceu e enviou um representante.

O presidente da Ferj, no entanto, afirma que há a aprovação do Município e do Governo do Estado, além de todas as liberações das autoridades sanitárias.

Segundo a jornalista, Rubens Lopes ainda disse que a Fifa, OMS e o Governo Federal estão de acordo com o reinício das competições e, portanto, a decisão da maioria deve ser respeitada.

Os dirigentes acreditam que a bola voltará a rolar no Carioca a partir da segunda quinzena de junho. 

O Campeonato Carioca está suspenso desde março. O Flamengo foi o campeão do primeiro turno em cima do Boavista e conquistou a Taça Guanabara, em fevereiro. O restante dos confrontos da Taça Rio voltarão no dia X, conforme acordado entre a Ferj e os clubes. O rubro-negro é o líder do grupo A e o Fluminense, do grupo B.

Foto: Reprodução/365Scores
Tags

Em destaque