Carregando

Buscar

Futebol

Benfica condena ataques ao elenco após partida; Sindicato dos Jogadores emite comunicado oficial

Compartilhe

Os jogadores do Benfica foram alvos de ataques após empate com o Tondela no reinício do Campeonato Português. Um grupo de torcedores apedrejou o ônibus da delegação que deixava o estádio da Luz. Dois atletas, Weigl e Zivkovic, foram encaminhados ao hospital ao serem atingidos por estilhaços.  

Em seu site oficial, o clube manifestou repúdio às ações e considerou o ocorrido como “um ato covarde e criminoso”. Ainda acrescentou que as autoridades devem punir os criminosos, além de erradicá-los do futebol, pois mancham a imagem de todas as instituições. 

O Sindicato dos Jogadores também se posicionou e disse ser um afronta a todo esforço feito pelas entidades responsáveis, clubes e, principalmente, jogadores para haver a retomada do futebol.

Os jogadores Weigl e Zivkovic, que foram atingidos por estilhaços no ataque - Foto: Twitter Oficial Benfica

O Benfica ainda relembrou que não é a primeira vez que ocorreu um episódio deste tipo. Após o confronto contra o Sporting, o ônibus e os atletas também foram apedrejados, atingindo Bruno Simões. “São situações que se têm repetido com maiores ou menores consequências”, disse o clube.

“Em todos estes casos, sem exceção, exige-se que as autoridades atuem com o máximo rigor, e identifiquem e punam os responsáveis destes atos criminosos, verdadeiros delinquentes que devem ser erradicados do futebol e que mancham a imagem de todos os clubes sem exceção”.

Na nota, o time da Luz deixou uma mensagem àqueles que realizaram os ataques: “Estão a mais no futebol e devem ser punidos de uma forma exemplar”. 

João Felix

Já o Sindicato pediu às autoridades uma investigação sobre os autores, além da exclusão dos mesmos do sócio-torcedor do Benfica. O órgão ainda emitiu uma mensagem de apoio e força aos dois jogadores atingidos no ataque.

Veja a nota oficial:

“O Sindicato dos Jogadores vem manifestar o maior repúdio perante os atos de violência registados ontem [quinta-feira], designadamente o apedrejamento do autocarro do Benfica e os atos de vandalismo que, entretanto, foram sendo noticiados. Este comportamento é inqualificável, uma afronta perante todo o esforço que foi feito pelas organizações desportivas, e em particular pelos jogadores, para assegurar a retoma do futebol”

“O Sindicato junta-se ao apelo para uma coordenação das autoridades competentes no sentido de investigar, identificar os autores destes atos e agir em conformidade. Comportamentos criminosos como este não podem continuar a ser associados ao futebol português. Quem os promove ou executa deve ser identificado e responsabilizado”

No Twitter oficial do Benfica, Weigl e Zivkovic se posicionaram sobre o ocorrido, tranquilizando a torcida ao afirmar que estão bem. Além disso, agradeceram o apoio de todos os torcedores e garantir que seguirão na luta pelo campeonato. 

Tags

Em destaque