Carregando

Buscar

Futebol

Positivo para Covid-19, Cazares faz festa em sua casa e é denunciado

Compartilhe

Cazares virou um problema para o Atlético-MG, definitivamente. Depois de ter sido flagrado burlando a quarentena, ao jogar pelada com amigos, o equatoriano testou positivo para Covid-19 na terceira bateria de exames que vêm sendo realizados semanalmente pelo clube, desde o retorno do elenco aos treinos. Agora, surge a notícia de que o meia-atacante foi denunciado por vizinhos ao dar uma festa em sua casa do dia 24 para 25 de maio, ou seja, uma semana antes da divulgação de que o meia-atacante está infectado com coronavírus. As informações são do site “Globoesporte.com”.

Vizinhos denunciaram Cazares pelo evento em sua casa no Condomínio Boulevard, em Lagoa Santa, região metropolitana de Belo Horizonte. Oficiais da Polícia Militar e fiscais da Prefeitura estiveram no local, constataram a festa e autuaram o equatoriano por desrespeitar o Decreto Municipal nº 4.009/2020, que proíbe festas e confraternizações com aglomerações em casas, sítios e condomínios. Como o jogador é reincidente, a Vigilância Sanitária deve aplicar o valor máximo da pena: R$ 132 mil.

Cazares em treino do Atlético-MG às vésperas da confirmação de Covid-19 (Divulgação/Atlético-MG)

“A multa provavelmente será a máxima. (…) Já houve outras reclamações”, disse o diretor de Regulação Urbana de Lagoa Santa, Henrique Melo. “Nesta última, com o decreto, a questão da aglomeração e da Covid-19 em si, a fiscalização foi ao local, e a Polícia Militar deu o apoio necessário. Foi constatada realmente uma festa sem nenhum cunho familiar. Os próprios condôminos e o síndico fizeram a denúncia a favor dessa intervenção.”

João Felix

Todos os presentes na festa serão orientados a entrar em quarentena, mas a situação de Cazares pode piorar em relação às autoridades de saúde, uma vez que muitos já procuraram atendimento médico na cidade.

“Vários já estiveram em postos de saúde. O livro de visitantes do condomínio foi consultado, e essas pessoas vão ser procuradas uma a uma. Elas têm que ficar em quarentena e ser acompanhadas pela Secretaria de Saúde. Para você ter a noção da quantidade de convidados, veio até van de fora da cidade”, contou Melo. “Há os empregados dele que circulam pelo condomínio, também. Todos terão acompanhamento próximo e isolamento forçado. É obrigatório fazer a quarentena, inclusive os familiares.”

Com contrato até o fim do ano, o equatoriano dificilmente continuará em Belo Horizonte. Segundo seu agente, nem mesmo no Brasil, uma vez que o “presidente de vocês é maluco”, disse ele, referindo-se a Jair Bolsonaro.

Tags

Em destaque