Carregando

Buscar

Futebol

Após curtir post criticando Felipe Neto, Neymar se posiciona nas redes sociais sobre racismo

Compartilhe

Na última segunda-feira, Felipe Neto se posicionou sobre as manifestações contra o racismo que estão acontecendo no Brasil e no mundo devido à morte de George Floyd, e cobrou uma atitude de Neymar, grande ídolo mundial. 

Mesmo após a repercussão da postagem, o jogador seguiu sem se manifestar publicamente. Porém curtiu um post do perfil “Fui Clear” que criticava a postura do youtuber. Nesta terça-feira, no entanto, Neymar “quebrou o silêncio” e aderiu à campanha #BlackLifesMatter, que em português significa “Vidas negras importam”. 

Foto: Reprodução

A campanha aderida por Neymar nas redes sociais ficou conhecida como “apagão de terça” (blackout Tuesday, em inglês), e tem como objetivo mostrar apoio a toda a comunidade negra. 

Famosos do meio artístico e esportivo, assim como diversos internautas, estão compartilhando imagens pretas em seus perfis com a tag “Vidas negras importam” e “Blockout de terça” a fim de dar continuidade ao protesto silencioso na internet contra a desigualdade social.

Entenda o caso entre Felipe Neto e Neymar:

Na última segunda-feira, Felipe Neto compartilhou em suas redes sociais uma cobrança ao silêncio de Neymar perante à morte de George Floyd, em Minneapolis, nos Estados Unidos, além dos protestos contra o racismo que acontecem no Brasil e em várias partes do mundo desde a última semana. 

O youtuber escreveu: “Vidas negras importam. Mas nem todo mundo se importa”, com imagens do Twitter do jogador brasileiro.

Foto: Reprodução/Twitter

O youtuber, no entanto, recebeu muitas críticas, apagou o post e se justificou: “Apaguei o tweet sobre o silêncio do Neymar após mensagens de integrantes do movimento negro, mostrando que um branco não deve cobrar de um negro sobre pautas racistas”.

“Isso não muda o fato de eu condenar o silêncio do jogador, que é, disparado, o maior influenciador digital brasileiro no mundo, mas que se silencia a respeito de quase todas as pautas humanitárias e sociais que assolam seu país de origem e se espalham pelo planeta”, continuou.

“Contudo, entendi que o papel de cobrar posicionamento do Neymar acerca de pautas que envolvem o racismo não cabe a um branco. Continuarei cobrando quando o assunto for Amazônia, fascismo e opressão, coisas que ele sempre se manteve calado. Sigamos em frente”, finalizou.

A polêmica entre o youtuber e o astro da seleção brasileira chegou a ser o assunto mais falado do Brasil e dividiu a opinião dos internautas. 

Tags

Em destaque