Carregando

Buscar

Futebol

“Não falamos de uma criança”, diz presidente do Brescia sobre Balotelli

Compartilhe

Depois de faltar a mais um treino, o segundo na mesma semana, o que fez surgir o rumor de que o Brescia iria rescindir seu contrato, Mario Balotelli foi mais uma vez alvo da insatisfação do presidente e dono do clube italiano, Massimo Cellino. Desta vez, no entanto, a declaração anterior do dirigente e empresário, de que a contração do atacante foi um erro, deu lugar a depoimentos mais fortes ao jornal “Corriere dello Sport”.

“O Raiola costuma pedir que eu o ajude a encontrar outro clube para o Mario”, disse Cellino, referindo-se ao agente do jogador, Mino Raiola, e deixando claro que Balotelli não faz mesmo mais parte dos planos do clube. “Neste momento, ele está longe do Brescia. Não estamos falando de uma criança, porque ele vai completar 30 anos.

Jogar no Brescia poderia levar Balotelli de volta à seleção, diz presidente (Foto: Getty Images)

A irritação do mandatário vira decepção ao lembrar que tentou ajudar o atacante, que, por sua vez, poderia ajudar o Brescia num momento delicado. A equipe é lanterna do Campeonato Italiano com 16 pontos, nove a menos que o Genoa, primeiro time fora da zona de descenso, a 12 rodadas do fim da Serie A, que recomeçará no dia 20 de junho.

“Perdi muito ao contratar Balotelli. Eu tentei, e ele não fez por onde. Ao jogar no Brescia, poderia voltar à seleção italiana e continuar na Europa, perto de casa, junto a sua mãe e seus irmãos, além dos seus amigos. Pensei que as condições eram ideais, mas não há nada a fazer. Mario vive à margem das regras ou com as suas próprias regras. Você diz para ele fazer uma coisa, e ele faz outra.”

João Felix
Tags

Em destaque