Carregando

Buscar

Futebol

Jogadores e clubes brasileiros se manifestam contra o racismo

Compartilhe

Após a morte do menino João Pedro, no Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, e de George Floyd, nos Estados Unidos, ambos negros mortos por policiais, clubes do Campeonato Brasileiro e jogadores se uniram em ato contra o racismo.

O atacante Richarlison, da seleção brasileira, postou nas redes sociais uma imagem em alusão à luta contra o racismo e foi seguido pelo atacante do Real Madrid, Vinicius Jr. Já o volante, Gabriel, do Corinthians, usou as palavras.

“A luta não é  de brancos contra negros, é de todo mundo contra racistas”, postou o volante, que também publicou uma estatística sobre assassinato ocorridos nos últimos 40 dias.

O Internacional, do Rio Grande do Sul, também se manifestou:
“No país que viveu séculos de escravidão, importam por serem as que menos sonham e mais morrem. Importam por Ágatha, João Pedro e cada nome que virou estatística. Por isso, o Clube do Povo precisa se manifestar e lutar contra o racismo. Aqui, desde sempre. Vidas negras importam”

O Vasco da Gama, pioneiro na inclusão de jogadores negros no futebol, também publicou uma mensagem: “Que as lindas linhas do que escreveu o poeta vascaíno Aldir Blanc não sejam mais urgentes, mas só lembranças que nos recordem que a democracia deve ser sempre a nossa verdade e nunca mais uma esperança equilibrista”.

Tags

Em destaque