Carregando

Buscar

Basketball

Autor de livro “The Jordan Rules” acusa astro de mentir em documentário

Compartilhe

Jornalista afirmou que episódios como a infecção alimentar não fazem sentido

“The Last Dance”, documentário da Netflix que acompanhou a temporada 1997/98 dos Chicago Bulls, continua a gerar muita polêmica no mundo do basquete, e, neste sábado, o jornalista norte-americano Sam Smith veio a público para contestar algumas falas de Michael Jordan.

Foto: Arquivo/NBA
João Felix

O autor do livro ‘The Jordan Rules’ acusou o antigo astro da NBA de “inventar ou mentir” em várias situações, entre elas a história de que Michael teria perdido o quinto jogo da final de 1997, diante dos Utah Jazz, por ter sofrido uma intoxicação alimentar ao comer uma pizza.

Leia também:

Pochettino revela clube que tem o sonho de treinar e brinca com Mourinho

Campeonato Francês já tem data para começar nova temporada

Mesmo com problemas financeiros, Cruzeiro mantém nome de Henrique Dourado no radar

“Houve várias coisas no documentário, que eu vi e saberia, que ele inventou ou mentiu. Não foram coisas significativas, mas é como quando aparece um filme na TV e dizem que foi baseado numa história verídica”, criticou, em declarações à rádio norte-americana 95.7 FM.

“Foi o que aconteceu com o documentário. Foi baseado numa história verídica. Houve toda a imagem geral daquilo que aconteceu, mas muitos dos detalhes, como a história da pizza, que não fizeram qualquer sentido”, acrescentou.

Sam Smith desmente, ainda, que Michael Jordan e as outras estrelas estivessem dispostas a permanecer nos Chicago Bulls após 1998: Houve algumas outras situações desse gênero, que não quero comentar. Não foram coisas significativas, mas a questão no final foi uma completa e flagrante mentira”, finalizou.

Tags

Em destaque