Carregando

Buscar

Futebol

CAS marca data para analisar recurso do City contra punição da Uefa

Compartilhe

A Corte Arbitral do Esporte (CAS), tribunal supremo do esporte, vai analisar entre os dias 8 e 10 de junho o recurso do Manchester City contra a decisão da União das Associações Europeias de Futebol (Uefa), que o baniu por dois anos de todas as competições do Velho Continente. Os ingleses foram punidos depois que a Câmara de Decisões do Organismo de Controle Financeiro (CFCB) da entidade acusou clube de violar regras do Fair Play Financeiro.

Na acusação, pesa também a alegação de que o City não cooperou com a investigação. Uma equipe de juízes irá analisar os documentos, e depois as partes serão ouvidas numa audiência. Ao fim do processo, a Corte poderá suspender a punição, reduzi-la ou ate mesmo mantê-la.

Atual campeão da Premier League, o City segue na Liga dos Campeões 2019/20 (Getty Images)

O recurso do clube inglês foi impetrado em fevereiro, logo depois de a Uefa anunciar o banimento temporário. Segundo o CFCB, o City inflacionou de forma falsa os valores de patrocínio recebidos entre 2012 e 2016. Os documentos foram entregues à entidade depois que a revista alemã “Der Spiegel” fez a denúncia numa reportagem investigativa, em novembro de 2018.

João Felix

E-mails mostravam que o Sheik Mansour bin Zayed Al Nahyan, dono do City e membro da família que governa Abu Dhabi, estava financiando o patrocínio anual do clube (camisa, estádio e divisões de base) através da Etihad Airways, de seu país. Do total de 67,5 milhões de libras declarados, apenas 8 milhões teriam origem na companhia aérea, e o restante viria da Abu Dhabi United Group, cujo dono é o próprio Mansour.

“Os torcedores podem ter certeza de duas coisas. As acusações são falsas, e faremos tudo o que pode ser feito para provar isso. Não vamos decepcioná-los”, disse à época o CEO do clube, Ferran Soriano, à TV oficial dos Citizens. O City continua nas oitavas de final da Liga dos Campeões, uma vez que a pena deve ser cumprida nas duas temporadas seguintes (2020/21 e 2021/22).

Tags

Em destaque