Carregando

Buscar

Futebol

Medo de ações trabalhistas faz Timão pedir mudanças em seus jogos

Andrés Sanchez
Compartilhe

Os recentes casos de jogadores que ganharam ações trabalhistas contra os clubes, abrindo um precedente para novas brigas na Justiça, fizeram com o que o Corinthians comunicasse à Rede Globo, detentora dos direitos de transmissão de seus jogos; à Confederação Brasileira de Futebol (CBF); e à Federação Paulista de Futebol (FPF) seu desejo de não mais atuar à noite e aos domingos. As informações são do Uol.

Corinthians
Corinthians pede para não jogar mais à noite (Foto: Agência Corinthians)

O comunicado, assinado pelo presidente Andrés Sanchez, diz que “na hipótese de serem agendadas partidas à noite ou aos domingos, o Sport Club Corinthians Paulista se reserva o direito de eventualmente não participar dos referidos jogos.” Por contrato, no entanto, os clubes se comprometeram a entrar em campo nos dias e horários estabelecidos pelas emissoras de TV em conjunto com as federações.

A ação mais recente foi do volante Maicon contra o São Paulo, e o próprio clube do Parque São Jorge teve de pagar R$ 750 mil a Paulo André no início de 2020. O Zagueiro, que atuou no Corinthians de 2009 a 2014, reclamou não ter recebido dobrado por trabalhar domingos e feriados, além de ter trabalhado várias vezes todos os dias da semana.

Tags

Em destaque