Carregando

Buscar

Funny / Viral / Boom Futebol

Balotelli e Felipe Melo respondem ataques de Chiellini, zagueiro da Juventus

Compartilhe

Em sua biografia que será lançada em breve, Giorgio Chiellini soltou o verbo e atacou alguns ex-companheiros de equipe e reafirmou as acusações durante entrevista ao “La Repubblica”. No entanto, o capitão da Juventus logo recebeu resposta de dois atletas envolvidos: Balotelli, que foi chamado de pessoa negativa, e Felipe Melo, denominado a “maçã podre” do grupo. 

Giorgio Chiellini - Foto: Getty Images

“Balotelli é uma pessoa negativa que não respeita o grupo. Na Copa das Confederações de 2013, ele não deu uma mão e eu lhe daria dois tapa, ele merecia. E pior ainda era Felipe Melo: o pior dos piores.  Uma maçã podre”, Chiellini em uma das partes do seu livro.

O italiano foi o primeiro a responder aos ataques e criticou a postura do zagueiro dentro e fora de campo. 

“Pelo menos tenha a sinceridade e a coragem de dizer coisas na minha cara. Desde 2013, você teve muitas oportunidades para se comportar como um homem de verdade, mas não o fez. Quem sabe o que dirá um dia sobre seus colegas hoje, capitão estranho … Se isso significa ser campeão, prefiro não ser. E nunca desrespeitei a camisa da Seleção”.

Felipe Melo também se posicionou e alfinetou o zagueiro ao relembrar fatos futebolísticos, como a eliminação da Itália pelo Brasil na Copa das Confederações. Ainda acrescentou que é “fácil demais falar dos outros por um livro”.

“Seria interessante conhecer os episódios que ele se refere. De qualquer forma, para mim não há problema em responder a ‘essa acusaçãi’. Quando eu estava em Turim, nunca desrespeitei ninguém: nem mesmo meus colegas de equipe, nem os líderes, nem a Juventus em geral. Ele diz que Balotelli deveria levar um tapa e que eu sou o pior dos piores e sempre havia o risco de lutar por minha causa? Ele sempre se irritou! Desculpe, é fácil demais falar mal outros com um livro. Talvez ‘esse zagueiro’ ainda esteja com raiva de mim porque quando fui para o Galatasaray nós os expulsamos da Liga dos Campeões. Também aconteceu com o Brasil nas Confederações, quando eliminamos a Itália e vencemos. Dizer certas coisas provaram que ele é  pouco profissional, falta de respeito e não digo mais nada, há coisas que devem permanecer no vestiário “.

Tags

Em destaque