Carregando

Buscar

Futebol

Sport é acionado pela Fifa por dívida na compra do atacante André

Compartilhe

O Sport terá que pagar ao Sporting quase 1 milhão de euro pela dívida referente à compra do atacante André, em 2017. A Fifa enviou um comunicando ordenando a quitação do débito em até 45 dias. O clube de Recife, no entanto, não se pronunciou sobre o caso, como relata a reportagem do “Globo Esporte”. 

"Podemos confirmar que a reclamação feita pelo Sporting contra o Sport foi parcialmente aceita pelo juiz único da Fifa do Comitê de Status de Jogadores. Consequentemente, o Sport foi ordenado a pagar 907.500,00 euros ao Sporting. O prazo para realizar o pagamento é de 45 dias"

Caso não cumpra o prazo estabelecido pela entidade, o Sport fica sujeito a punições mais graves, que variam entre perda de pontos no campeonato a rebaixamento para uma divisão inferior. No entanto, a primeira sanção determinada pela Fifa em caso de dívidas é a proibição de registro de novos jogadores. 

O clube da Ilha do Retiro tem a opção de recorrer a decisão pelo Tribunal Tribunal Arbitral do Esporte (CAS/TAS). Mas, como já reconheceu a dívida, apenas funcionaria para discutir questões como juros e multa aplicada pela entidade. 

No mês passado, o Sport solicitou um adiamento nos prazos, mas a Fifa negou o pedido. A entidade entende o momento vivido devido à pandemia do novo coronavírus, porém afirmou que não abrirá exceções para os prazos de execução das decisões da Câmara de Resolução de Disputas, do Comitê de Status dos Jogadores ou do Comitê Disciplinar.

Foto: Reprodução/Instagram

André foi comprado junto ao Sporting em 2017, na gestão do ex-presidente Arnaldo Barros. O clube adquiriu 50% dos direitos do atleta, mas não pagou. Mesmo em dívida, o atacante atuou naquele ano e deixou a Ilha do Retiro em 2018, quando foi vendido ao Grêmio por € 2,5 milhões (cerca de R$ 10 milhões à época).

Tags

Em destaque