Carregando

Buscar

Futebol

Presidente do Inter afirma que “jogador que não quiser jogar, pode pedir demissão”

Compartilhe

Presidente colorado concorda com a volta dos jogos em meio à pandemia

O presidente do Internacional, Marcelo Medeiros, disse que o clube gaúcho está pronto para retomar os treinamentos e se disse favorável à volta dos jogos oficiais, caso tenham o aval das autoridades públicas. Em entrevista à rádio Guaíba, o dirigente chegou a afirmar que caso algum jogador não queira entrar em campo durante a pandemia do coronavírus pode pedir demissão.

Por decreto, a prefeitura de Porto Alegre autorizou a volta dos treinamentos com distanciamento de dois metros e sem aglomeração. Maior rival do clube do Beira-Rio, o Grêmio também programou atividades para o mesmo dia do colorado, na próxima segunda-feira.

Leia também:

Cruzeiro anuncia corte de salários de jogadores e funcionários

CBF estuda sede única e tenta manter formato do Brasileirão feminino

Internacional anuncia volta aos treinos com testes do coronavírus

“Tenho certeza de que todo mundo quer trabalhar. Um outro problema que estamos enfrentando agora é a questão econômica. Jogador que não quiser jogar pode pedir demissão. Se for aberta a possibilidade de o futebol voltar, ele vai cumprir o contrato que ele assinou”, disse Marcelo Medeiros.

Em outro momento da entrevista, Marcelo argumentou sobre o número de pessoas envolvidas no dia a dia do futebol e o impacto na economia. “Futebol é muito mais do que um jogo. É fonte de renda, é gerador de empregos, ele faz parte da nossa cultura”, finalizou o presidente do clube gaúcho.

Tags

Em destaque