Carregando

Buscar

Futebol

Ministro da Economia garante volta do futebol em Portugal em maio

Compartilhe

O ministro da Economia de Portugal, Pedro Siza Vieira, garantiu nesta quinta-feira que as principais competições de futebol no país voltam no fim de maio. O pronunciamento foi feito no Palácio da República. “A partir de segunda-feira, a prática de desportos individuais ao ar livre será permitida. Depois, no fim do mês, poderemos retomar a competição profissional na Primeira Liga de futebol”, declarou o ministro.

Diferentemente do Campeonato Francês, que declarou o PSG como campeão, a Liga Portuguesa não teria facilidade para tomar uma atitude semelhante. O Porto lidera por apenas 1 ponto de diferença do Benfica, faltando ainda dez rodadas para o fim (veja a classificação mais abaixo). Ou seja, não é possível dizer que há um virtual campeão.

O anúncio do retorno do futebol no país levou o primeiro-ministro de Portugal, António Costa, a anunciar outras duas medidas após reunião com a Liga de Clubes e a Federação Portuguesa de Futebol, e a primeira foi o encerramento oficial da segunda divisão espanhola. “Decidimos que apenas na divisão principal há condições de fazer a reabertura. E mesmo a Liga está sujeita a um protocolo que foi submetido à avaliação da Direção-Geral de Saúde, disse Costa. Com 24 das 34 rodadas previstas, a Liga 2 tinha Nacional e Farense próximos do acesso à elite do futebol espanhol, com 50 e 48 pontos, respectivamente. Cova da Piedade, com 17, e Casa Pia, 11, seriam os rebaixados.

Se por um lado a Liga 2 está cancelada, por outro a Taça de Portugal se junta ao campeonato da primeira divisão do país. Ao anunciar o planejamento para o fim da quarentena – em três fases, envolvendo os dias 4 e 18 de maio e 1º de junho –, Costa anunciou que a Taça de Portugal também será realizada. A nova data, no entanto, não foi anunciada. A princípio, a partida decisiva, entre Benfica e Porto, no Estádio Nacional, estava marcada para 24 de maio, mas deve ficar para depois da abertura da Liga, marcada para o fim de semana 30 e 31 de maio.

 

Por fim, o ministro dos Esportes mandou um recado para a nação portuguesa: “É um caminho que exigirá de todos os portugueses um grau de disciplina e compromisso, para podermos manter a confiança na capacidade de recuperar a vida, mantermos esta pandemia sob controle. É com a mesma confiança que encaramos esta nova fase”.

Tags

Em destaque