Carregando

Buscar

Futebol

“Chance mínima”: presidente do Palmeiras relata conversa com irmão de Cavani

Compartilhe

O presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, falou sobre a visita de Walter Fernando Guglielmone, empresário e irmão de Cavani, à Academia de Futebol em dezembro de 2019. Em entrevista à “Fox Sports”,  ele admitiu o interesse do clube no jogador uruguaio, mas disse que os valores tornaram a negociação improvável. 

“O irmão dele é o empresário, junto com mais duas pessoas. Conversamos durante um período, eles visitaram toda a estrutura e deixaram muito claro que a situação do Cavani ainda não estava definida e que ainda estavam visitando alguns clubes na América do Sul.”

Foto: Getty Images

Segundo o presidente alviverde, Guglielmone perguntou se o Palmeiras tinha interesse na contratação do atacante, mesmo sabendo do alto custo que é tê-lo na equipe – estima-se que o salário de Cavani gire em torno de 10 milhões de euros (R$ 59,6 milhões) por ano. Porém as conversas não continuaram também por indecisão do futuro do atleta.

“Obviamente, a gente sabe da complexidade que é uma contratação desse porte, desse vulto. É um jogador com remuneração significativa, por merecimento. Houve essa conversa, depois não tivemos sequência, até porque eles não tinham definido o que fariam no segundo semestre”, relatou o dirigente. 

O Palmeiras trata a possibilidade de contar com o jogador “praticamente inexistente” pelo valor pago pelo PSG, seu atual clube. Galiotte declarou que a reunião foi para que ambas as partes se conhecessem, mas que não teve nenhuma evolução. 

“O que aconteceu foi isso, uma reunião para entender quais eram as expectativas de ambas as partes, conhecer a estrutura do Palmeiras. Falamos um pouco de Palmeiras, ele falou um pouco do Cavani, um pouco da história. Enfim, foi uma reunião de trabalho, mas até o momento não teve nenhuma evolução. Diante de tudo isso que está acontecendo, a chance é mínima, realmente é muito difícil”, comentou o dirigente do Palmeiras.

Gagliotte ainda acrescentou: “Acho realmente que é muito difícil hoje a contratação para qualquer time do Brasil e da América do Sul, sobremaneira na situação que  passamos hoje. Sabemos os valores que envolvem a contratação desse jogador”.

Tags

Em destaque