Carregando

Buscar

Futebol

Matheus Fernandes: “Quero fazer história no Barcelona”

Compartilhe

Matheus Fernandes é a capa do Mundo Desportivo desta quinta-feira. O jogador de 21 anos negociado ao Barcelona pelo Palmeiras na última janela concedeu entrevista ao jornal e disse que deseja fazer história pelo  clube catalão. 

Capa do Jornal Mundo Deportivo. Foto: Reprodução/Mundo Deportivo

Em confinamento devido à pandemia do coronavírus, Matheus conversou com o jornal via Skype e falou sobre diversos assunto, entre eles suas referências no meio do futebol. Para ele, os principais nomes e os que mais o inspiram são Busquets e Xavi, ídolos do clube catalão. 

“Sergio Busquets, eu gosto muito do jeito dele de tocar e sempre o notei, Xavi também. Vou tentar fazer o meu melhor para conseguir me aproximar desses grandes jogadores, sabendo que ainda tenho muito a aprender ”

Matheus Fernandes

Depois de ter a venda confirmada ao Barcelona, o volante foi emprestado ao Real Valladolid, time presidido por Ronaldo, e teve sua estreia adiada devido à pandemia. Em um bate-papo, Matheus falou seus planos para o futuro e se pretende ficar ou retornar ao clube catalão.

“Estou muito feliz por estar em Valladolid, é um ótimo clube, estou aprendendo muitas coisas, e foi por isso que busquei, mas meu objetivo é jogar pelo Barcelona. O contrato termina em junho, quero estar em Barcelona, ​​é o sonho de toda criança, mas vai depender do seu critério. Se eu não puder ir a Barcelona agora, continuarei aprendendo em Valladolid ou em outro clube que eles considerem. Estou feliz por estar aqui e poder jogar o campeonato espanhol”

Matheus Fernandes

Matheus foi contratado pelo Barça por 7 milhões de euros, com bônus de mais 3 milhões de euros por metas futuras. Seu vínculo com o clube vai até o fim da temporada 2024/2025.

Atualmente, a multa rescisória do jogador é de 300 milhões de euros (R$ 1,7 bilhão). O volante deve ser integrado à equipe a partir de 1º de julho, quando o seu contrato de empréstimo se encerra. 

Confira trechos da entrevista realizada pelo Mundo Deportivo com o jogador brasileiro. 

Você chegou a Valladolid no final de janeiro e ainda não conseguiu estrear devido ao coronavírus. Como está sendo?

Sim, é um pouco complicado. Estou um pouco ansioso para poder entrar em campo e fazer minha estreia. A pandemia do coronavírus surgiu e eu não consegui. Eu tenho que trabalhar para depois poder estrear com o Valladolid.

Para quem não o conhece, quem é Matheus Fernandes e por que você acha que ele pode ter sucesso no Barça?

O meu sonho era sempre jogar no Barça e sempre trabalhei para isso. Independentemente do time em que eu estava ou ainda possa estar, sempre sonhei em jogar pelo Barcelona. Estava claro para mim que se ele despertasse algum interesse de Barcelona por mim, eu iria para lá. Meu agente conversou e chegamos a um acordo. Acho que vou ter sucesso no Barça, tenho potencial para isso, acho que me encaixo no estilo de jogo. Espero poder estar lá para sempre e fazer minha própria história em Barcelona.

Para o fã do Barça que ainda não o conhece, como você se definiria como jogador?

Eu sou um meio-campista que vai de área em área, mas também gosto de jogar em uma posição mais estável, protegendo a defesa. Eu sou um jogador técnico, as pessoas podem me descobrir nos jogos. Sei que ainda tenho muito a aprender, estou ciente disso e estou tentando melhorar aqui em Valladolid, mas acho que vou marcar uma época em Barcelona.

O que passa pela sua cabeça quando você pensa que pode jogar com o Messi?

Eu não tenho explicação. Pensar que em breve posso jogar com o melhor jogador do mundo, nem sei o que dizer. É um sonho chegar a esse grande clube e hoje posso ter a oportunidade de fazer parte dele.

No momento, seu presente é no Valladolid. O que significa ter um presidente como Ronaldo?

Quando cheguei aqui para assinar o contrato, ele foi a pessoa que me recebeu e eu disse para mim mesmo: “É o Ronaldo”. Foi uma coisa fantástica. Sou muito grato a ele, a minha família por todo o apoio que sempre recebi deles e também aos meus companheiros em Valladolid, com quem tenho tanto a aprender.

Que mensagem você enviaria aos fãs de Valladolid?

Sou muito grato ao clube por me receber, pelas coisas que aprendi, pelos ótimos profissionais que ele tem, pelos grandes jogadores que encontrei. Todos me receberam muito bem. Mesmo sem saber falar o idioma, todos se esforçaram para me entender. Independentemente do que aconteça, vou levar o Valladolid no meu coração.

E para os fãs do Barcelona?

E ao Barcelona dizer que estou muito feliz, porque o clube mostrou interesse em mim. Tenho grandes qualidades, mas ainda vou evoluir muito. lá. Espero estar no Barça por um longo tempo e também dar muitos títulos, muitas alegrias e trazer muita felicidade ao clube e aos fãs. Se o clube estiver feliz, eu ficarei. Muito obrigado e Visca Barça!

Tags

Em destaque