Carregando

Buscar

Futebol

Ao lado de Fluminense, Botafogo se recusa a retornar às atividades

Compartilhe

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) estuda possibilidades de ter o retorno do campeonato estadual ainda em maio, enquanto a maioria dos clubes estendeu as férias dos atletas por mais 10 dias. Inicialmente, o único clube carioca a se opor à volta das atividades foi o Fluminense, porém ganhou como aliado o Botafogo.

O time de Odair Hellmann entende que há uma questão jurídica envolvida. Os jogadores podem se recusar entrar em campo e estão amparados pela lei vigente. Caso o clube seja punido com W.O, o Flu está ciente que a legislação irá reverter o quadro.

Perante esse cenário apresentado, o presidente do comitê executivo do Botafogo descartou completamente o retorno das atividades antes de as autoridades colocarem um fim à quarentena, segundo a UOL. Para Carlos Augusto Montenegro, as exigências dos clubes são responsáveis e não há nada mais importante que a vida humana. 

“É a coisa mais simples do mundo. Só vamos voltar quando as autoridades liberarem pessoas para trabalhar. Não tem protocolo. Não terá nada de especial com jogador ”

Carlos Augusto Montenegro

A diretoria do Fluminense também não vê lógica na pressa de voltar com as atividades, já que ainda não há previsão de retorno da competição. Entende-se que um retorno antes da permissão das autoridades poderá criar um problema na preparação do grupo, que iria se reapresentar sem ter ideia de quando jogaria ou quantos jogos estão pendentes. Por isso, o Tricolor defendeu estender as férias dos atletas em mais 10 dias. 

Foto: Instagram Oficial do Fluminense

Em destaque