Carregando

Buscar

Futebol

Mesmo afastado, André pode custar mais de R$ 7 milhões ao Grêmio

Compartilhe

A última atuação de André pelo Grêmio foi em 17 de novembro de 2019, na derrota para o Flamengo por 1 a 0. Em 2020, o atleta não foi relacionado por Renato Portaluppi e, por isso, a diretoria Tricolor procura interessados na contratação do atacante.

O Grêmio, no entanto, encontra dificuldades na hora negociá-lo devido ao salário de R$ 350 mil e a sua permanência está prejudicando o clube, que já teve que desembolsar pelo menos R$ 1,75 milhão em salários ao atacante desde a última vez que ele esteve em campo, segundo o jornal Zero Hora. 

De acordo com a publicação, André foi sondado por três clubes – Sport, Coritiba e Athletico-PR -, mas o alto custo afastou os interessados. Seu contrato com o Grêmio vai até 31 de dezembro de 2021 e, caso não consiga se transferir para outro clube ou ter uma rescisão amigável, receberá R$ 7 milhões em salários do time gaúcho. 

View this post on Instagram

De hoje ...⚽️🇪🇪

A post shared by . Andre Felipe (@andreefelipe9) on

Antes da paralisação e já afastado da equipe principal, o atacante dividia sua rotina entre treinamentos e jogos-treino no CT do Grêmio. Por enquanto, o Tricolor não tem a intenção de reintegrar o jogador no elenco atual. A expectativa é que sigam caminhos distintos e que o futuro seja decidido no retorno das férias ainda em abril. 

Tags

Em destaque