Carregando

Buscar

Futebol Top Players

Lesão que quase acabou com a carreira de Ronaldo Fenômeno completa 20 anos

Compartilhe

O fenômeno tinha acabado de voltar de uma lesão que o tirou dos gramados por 5 meses

No dia 12 de abril de 2020, no Estádio Olímpico de Roma, Ronaldo voltava a jogar futebol depois de 5 meses de recuperação de uma cirurgia no joelho direito. O jogo contra a Lazio valia pela final da Supercopa da Itália e o fenômeno entrou em campo aos 13 minutos do segundo tempo, para a alegria da torcida da Inter de Milão. O que era para ter sido uma noite feliz pela volta do astro, se tornou em pesadelo sete minutos depois.

Ronaldo pega a bola, parte para cima do zagueiro em uma arrancada característica e, ao tentar pedalar, acaba desabando com um semblante de dor desesperador. Era a patela de seu joelho direito saindo do lugar. As reações dos adversários e companheiros de Ronaldo em campo já davam a entender o tamanho do problema.

Leia também: 

Chocolate na Páscoa: reveja goleadas históricas no futebol brasileiro

Agora fora da cadeia, o que Ronaldinho poderá aprontar? Relembre os “rolês aleatórios” do craque

Ronaldo foi operado na França depois de rodar o mundo procurando as opiniões de especialistas. Depois de quase dois anos de fisioterapia intensa, dedicação e ouvindo muitos especialistas duvidarem de sua volta ao futebol, o Fenômeno voltaria para disputar a Copa do Mundo de 2002.

O jogador que terminou a carreira como o segundo maior artilheiro de todas as copas, fez uma competição exemplar em 2002. Além do título, Ronaldo foi o artilheiro, com 8 gols e terminou a temporada eleito o melhor jogador do mundo pela terceira vez, algo inédito naquela época.

 

Ronaldo se aposentou em 2011, pelo Corinthians, após diversas lesões e problemas com o peso. O fenômeno terminou a carreira com 481 gols, tendo passado por gigantes mundiais como Real Madrid, Barcelona, Inter de Milão e Milan.

Tags

Em destaque