Carregando

Buscar

Futebol

Nathan, do Atlético-MG, detona ex-treinador Dudamel

Compartilhe

A passagem do técnico Dudamel pelo Atlético-MG durou apenas dez jogos e foi suficiente para gerar críticas de jogadores. Em entrevista à TV Record, Nathan desabafou e alfinetou o ex-comandante, demitido após as eliminações na Sul-Americana e Copa do Brasil.

O meia relembrou situações que causaram conflito entre o elenco e o venezuelano, como exigências rigorosas e mudanças de comportamento. Nathan disse que os jogadores não entendiam o esquema tático proposto e também que o técnico gostava de “bater de frente” e  apenas mandar.

“A gente era acostumado, era bitolado em um esquema e só jogar de um jeito, então chega um técnico e quer que a gente jogue de outro jeito, aí alguns jogadores começam a não gostar e o técnico gostava de bater de frente. Dudamel era um técnico que queria muito mandar, mandar e mandar. Ele deixava a gente trancado no CT, alguns jogadores não gostavam disso e acabavam ficando de saco cheio”

Ele chegou da noite para o dia e mudou tudo. Nós não entendiamos o esquema tático, ele falava para fazer uma coisa, a gente fazia e depois falava para a gente fazer outra. Essas coisas ele não deixava muito clara para a gente”, relatou o meia.

Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG

Além de problemas nos treinos e falta de comunicação entre Dudamel e o elenco, o atleta do Galo desabafou sobre a cobrança rígida de horários, que não era do agrado da maioria.

“Só podíamos almoçar no horário que ele queria. Alguns jogadores gostam de fazer academia após o treino, acabava o treino mas não podiam ir para academia, porque meio-dia tinha o almoço, só que o treino acaba 11h40, tinha que tomar banho rapidão para almoçar, se não chegássemos meio-dia, tinha multa”.

As declarações polêmicas de Nathan não são novidade. A insatisfação de alguns jogadores já era nítida na segunda semana de trabalho do técnico venezuelano, como foi reportado pelo comentarista do Fala Galo, Silvas Gouveia, à Rádio Massa

Tags

Em destaque