Carregando

Buscar

Funny / Viral / Boom Futebol

“Miteiro”: Éverton Ribeiro completa 31 anos

Compartilhe

Éverton Ribeiro completa 31 anos nesta sexta-feira e coleciona títulos em sua carreira. Foi eleito melhor jogador do Brasileirão e venceu o Prêmio Craque do Brasileiro por dois anos consecutivos, em 2013 e 2014, quando defendia o Cruzeiro. Atualmente, defende o Flamengo e já se tornou ídolo.

Éverton Ribeiro começou a sua carreira no Corinthians em 2001 com 12 anos. Na época como lateral-esquerdo, foi um dos destaques da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2007. Por sua habilidade, conquistou vaga na equipe principal comandada por Paulo César Carpegiani. Sua estreia foi no dia 7 de abril de 2007 contra o América de Rio Preto.

Em 2008, perdeu espaço no time e foi emprestado ao São Caetano, onde seguiu atuando como lateral-esquerdo. Após o rebaixamento à Série B e com a chegada de Antonio Carlos como técnico, Éverton Ribeiro foi testado como meia e se destacou. O time paulista estendeu seu contrato de empréstimo por duas temporadas.

Em 2011, foi reforçar o Coritiba em uma transferência avaliada em 1,5 milhões de reais e assinou contrato de três anos. Seu primeiro gol foi contra o Atlético-GO, pelas oitavas de final da Copa do Brasil daquele ano.

Sua grande fase no time paranaense foi em 2012, quando balançou as redes adversárias nove vezes. Éverton Ribeiro se destacou no clássico Atletiba, marcando dois gols em dois confrontos. Um deles, inclusive, rendeu ao Coritiba classificação à final da Copa do Brasil. 

Porém sua carreira começou a ficar vitoriosa quando assinou com o Cruzeiro. Em 2013, foi contratado pelo clube por um valor aproximado de R$ 4 milhões. Na apresentação, revelou a felicidade em estar reforçando o time mineiro e também agradeceu a recepção calorosa da torcida.

“É muito gratificante poder de cara já ter o carinho da torcida, isso está me ajudando muito. Cada vez mais a torcida apoia, isso me dá vontade de entrar em campo e mostrar meu futebol com alegria”

Éverton Ribeiro
Foto: Divulgação

Seu gol de destaque foi contra o Flamengo, nas oitavas de final da Copa do Brasil. Éverton aplicou um “chapéu” no adversário dentro da área e finalizou, sem deixar a bola encostar no chão, com um voleio. O lance ganhou repercussão mundial, sendo classificado como o “mais bonito da noite”. Claro, a partir dali, caiu nas graças da torcida e do Brasil.

Éverton se consagrou campeão brasileiro com três rodadas de antecedência, foi premiado com a Bola de Ouro de melhor jogador do Brasileirão e também foi o líder de assistências do campeonato.

No ano seguinte, a trajetória vitoriosa do meia continuava. Venceu o Campeonato Mineiro de forma invicta e foi o jogador com mais dribles, totalizando 19. As conquistas não pararam. Pela segunda vez, consagrou-se campeão brasileiro – o único até então a vencer dois títulos nacionais consecutivos no clube – e venceu o Prêmio Craque do Brasileirão.

O meia-atacante disputou 31 partidas, fez 6 gols e teve participação direta em 25% dos gols marcados pela equipe. Em 2015, no entanto, foi negociado pelo Cruzeiro ao Al-Ahli, dos Emirados Árabes.

O meia-atacante chegou ao Al-Ahli e assinou contrato por quatro temporadas. Conquistou a Supercopa dos Emirados-Árabes, seu primeiro troféu pelo clube, e desabafou.  

“É difícil explicar a sensação de alegria de poder comemorar o primeiro título na minha nova equipe. Saio de um clube vencedor como o Cruzeiro, lugar que obtive muitas conquistas em minhas carreiras, e na minha primeira decisão no meu novo clube consigo me sagrar campeão. É sempre muito bom começar uma nova trajetória conquistando um título, e espero que essa rotina positiva continue por bastante tempo. Posso dizer que comecei meu caminho aqui no Al Ahli com o pé direito”

Éverton Ribeiro
Foto: Divulgação

Após rescindir com o Al-Ahli, assinou com o Flamengo em 2017 por cerca de 6 milhões de euros (R$22 milhões). Em sua estreia, deu uma assistência, despertando maior interesse da torcida. No entanto, não pode participar da Copa do Brasil, quando o time carioca conquistou o vice-campeonato da Copa do Brasil.

Foto: Divulgação/Flamengo

Pelo Flamengo, além de colecionar belos lances e liderança em campo, Éverton Ribeiro foi vice-campeão da Sul-Americana de 2017 e do Brasileirão de 2018. Porém foi 2019 o ano mais vitorioso do capitão rubro-negro. Conquistou os títulos do Campeonato Carioca, Brasileirão e Libertadores, além de ser vice do Mundial.

Antes da paralisação por conta da pandemia do coronavírus, o Flamengo se consagrou campeão da Taça Guanaraba, Supercopa do Brasil, Recopa Sul-Americana, além de seguir invicto com duas vitórias na Libertadores. Éverton Ribeiro anotou mais títulos em sua carreira vitoriosa, tornando-se merecedor de todos os parabéns nesta data especial. 

Tags

Em destaque