Carregando

Buscar

Futebol

Neymar está entre os atletas que mais sofreriam com a redução salarial na França, diz jornal

Compartilhe

A pandemia do coronavírus foi avassaladora para a economia mundial e afetou diretamente os clubes e as ligas. O Sindicato de Jogadores de Futebol da França (UNFP) e o Ministério da Economia e da Finança aparentemente chegaram a um acordo com relação às possíveis reduções salarias. Confira:

  • Salários entre 10 mil e 20 mil euros – redução de 20%
  • Salários entre 20 mil e 50 mil euros – redução de 30%
  • Salários entre 50 mil e 100 mil euros – redução de 40%
  • Salários acima de 100 mil euros – redução de 50%

Atletas que recebem abaixo de 10 mil euros não terão corte na renda.

O presidente da UNFP afirmou que a ideia é que os jogadores abram mão de parte de seus salários de abril para “permitir que os clubes se sustentem” e se referiu a isso como um ‘’esforço temporário’’.

O PSG, no entanto, está negociando com o seu elenco para que aceitem os cortes. O clube tem os 11 jogadores mais bem pagos do país. De acordo com o site Mundo Espn, o salário de Neymar, por exemplo, é de 3,06 milhões de euros.

Tags

Em destaque