Carregando

Buscar

Futebol

Nada de Neymar! Confira as 10 contratações mais midiáticas do Barça nos últimos 50 anos

Compartilhe

O Barcelona sempre foi um dos clubes mais poderosos do continente e um ótimo comprador. Porém, devido ao Coronavírus, sua política de contratações pode sofrer uma mudança radical no seu futuro.

Pelo período de crise enfrentado pelo mundo, principalmente no meio do futebol, acredita-se que o Barça não conseguirá manter seu status no mercado e, com isso, o retorno de Neymar ao Camp Nou ou também a negociação com Lautaro Martínez, que estava na mira do clube, são questionados. 

Nos últimos tempos, o Barcelona tem batido recordes nas contratações, como foi o caso do brasileiro e atual jogador do PSG, Coutinho, Dembelé e Griezmann.

Será um impacto para o futebol mundial e para o Barça, pois, olhando para trás, o histórico de contratações do clube catalão é recheado de jogadores midiáticos, cujo top 10 poderia ser retratado nesta lista. Detalhe: Neymar, o craque brasileiro, ficou de fora do levantamento realizado.

1 Johan Cruyff – 1973

O holandês foi o primeiro estrangeiro contratado após 12 anos, quando houve a abertura das fronteiras do futebol espanhol. Na época, era o número um do mundo, sucessor de Pelé, e teve um investimento de US$1 milhão, tornando-se uma das contratações mais marcantes do Barça.

2  Diego Maradona – 1982

Maradona já estava na mira do Barça desde 1979, após o Mundial Juvenil. Em 1981, as investidas foram em vão e só conseguiu contratá-lo no ano seguinte, já se tornando o número um do mundo. O clube catalão pagou ao Boca Juniors US$ 9,5 milhões na época, sendo a maior transferência da história do futebol naquele momento.

3 Ronaldo Nazário – 1996

Com a intenção de melhorar a equipe após a saída de Cruyff, o Barça desembolsou por Ronaldo cerca de US$ 17 milhões. Porém o brasileiro deixou a desejar no Camp Nou, rumando à Inter de Milão no ano seguinte. 

4 Ronaldinho Gaúcho – 2003

Uma contratação midiática que devolveu aos torcedores do Barcelona o sorriso no rosto. O presidente recém-eleito, Joan Laporta, pagou ao PSG cerca de US$ 30 milhões e não foi em vão: Ronaldinho brilhou e ajudou a reerguer a equipe que sofreu uma década de decepções. 

5 Ronald Koeman – 1989

Como peça-chave para construir um time dos sonhos, o Barça desembolsou US$ 6,4 milhões por Koeman, que fez história. Até hoje seu nome é lembrado pelo clube catalão, onde ficou até 1995. 

6 Bernd Schuster – 1980

Como solução para uma crise esportiva enfrentada, o Barça viu em Schuster a possibilidade de uma nova estrela. O valor pago ao Colônia foi de US$ 1,8 milhão e seu impacto na equipe foi imediato: tornou-se o capitão do Barcelona naquela época. 

7 Zlatan Ibrahimovic – 2009

Ibrahimovic protagonizou uma das mais falidas e lamentadas contratações do Camp Nou. Guardiola apostou no sueco como sucessor de Eto’o e a contratação girou em torno de 75 milhões de dólares. Porém ficou apenas uma temporada no Barça, encerrada de forma ruim, com polêmicas. Ibra foi forçado a deixar o clube. 

8 Rivaldo – 1997

Foi de maneira urgente que Rivaldo chegou ao Barcelona. No último dia de mercado, o clube contratou o brasileiro para substituir outro brasileiro: Ronaldo. O valor pago foi de 26 milhões de dólares. Sua passagem pelo Camp Nou foi marcada pelo excelente rendimento em campo. 

9 Andoni Zubizarreta – 1986

Destaque na seleção espanhola e no Athletico Bilbao, Zubizarreta chegou ao Barça em um valor de US$ 1,1 milhão, se tornando o goleiro mais caro da história do futebol espanhol. Foi uma das referências do time de Cruyff e ficou no clube até 1994. 

10 José Ramón Alexanco – 1980

Alexanco era o jogador espanhol mais caro de sua época e chegou ao Barça numa transferência avaliada em US$ 1,4 milhão. Tornou-se o defensor com melhor rendimento na história do clube, onde permaneceu até sua aposentadoria, em 1993. 

Tags

Em destaque